Archive for February, 2011

h1

Pedalando pra Casa

26/02/2011

Ontem voltei do trabalho pra casa de bicicleta pela primeira vez. Minha bicicleta tava pra conserto em uma loja no centro (a bicicleta estragou um dia com o Charlie pedalando pro trabalho) e tinha que leva-la pra casa.

Passei dias com receio de nao conseguir fazer o caminho todo. Afinal, sao 15km (o que nao é tanto) mas embaixo de muito sol e com varios morros super inclinados. Brisbane tem muito morro!!! A cidade é conhecida pelo sobe-e-desce e por ser dificil se movimentar a pé.

Acabou sendo super tranquilo e cheguei em casa em 1 hora (isso porque parei pra descansar na metade). Hoje nao estou cansada e nem dolorida. Acho que estou com condicionamento fisico relativamente bom. Sei que se eu tivesse um otimo condicionamento fisico teria feito o trajeto na metade do tempo… mas to feliz com o meu tempo!

O Charlie foi comigo (ele geralmente gasta 35 min nesse trajeto) e ficou impressionado com a minha performance.

Começamos na beira do rio por 5km planos

 

 

 

E o resto é puro morro e sem ciclovia definida na maior parte. Tive que fazer tanto esforço que nem lembrei de tirar foto.

Valeu muito a pena!

h1

Diferenças Culturais no Trabalho

25/02/2011

Tenho tido varias frustraçoes no trabalho ultimamente. Nada que tenha me feito perder o sono ou me descabelar, mas coisas chatas o suficiente pra me fazerem querer extender o almoço todos os dias pra nao ter que voltar pra minha mesa. Ou ficar olhando sites inutes e meu blog toda hora como agora.

Dai hoje, como parei pra analisar o porque, cheguei a conclusão de que tudo que me irrita é fruto de não saber lidar com diferenças culturais.

Eu trabalho em um projeto enorme e monstruoso, e é muito comum aqui que pessoas mudem de emprego a cada 3 meses..o que significa que a rotatividade de empregados é enorme! E só pra ter uma ideia, meu time tem umas 20 pessoas. Eu trabalho diretamente com um cara de Singapura, e nosso chefe é britanico. A nossa coordenatora é filipina e o chefe do time todo é neo-zelandes. Isso é, uma mistura louca. E pra complicar a mistura louca tem o fato de que tanta gente sai e entra ao mesmo tempo, o que torna complicado conhece-las suficiente pra entender que tipo de comportamento é cultural e toleravel, ou é pura sacanagem e falta de carater.

Esta semana eu tinha uma avaliacao de fornecedores importantissima pra ser feita. Mas a data limite pra eu entregar a avaliacao pro chefe (britanico) em um relatorio era na quarta-feira. Eu, brasileira acostumada a achar normal deixar as coisas pra ultima hora, decidi fazer o relatorio na terça feira a tarde. Eu sei exatamente quantas horas eu demoro pra fazer um relatorio, e nunca deixei de fazer nada corretamente e com atenção. Entao pra mim fazer na terça a tarde era normal, e ninguem deveria se importar contanto que eu entregue no dia correto.

Mas na segunda-feira de manha eu entrei no escritorio e, antes de tomar o meu café ou abrir o outlook, o  meu colega (singapura) pediu pra ver o meu relatorio (que nem tinha sido feito ainda!) como referencia pro que ele estava fazendo (que por sinal tinha que ser entregue daqui a 1 mes). Eu falei “nao fiz ainda”. Ele me olhou com uma cara de colica e ficou quieto. No fim do dia ele pediu de novo. Eu expliquei que ia fazer na terça a tarde…e achei que tava tudo bem!

Na terça a tarde, quando eu separei todas as informaçoes necessarias e estava prestes a fazer meu relatorio, abri os folders da empresa e vi que meu relatorio ja estava la. Como assim?! Como assim se eu nem tinha feito?!!

Sim, exatamente. O bacana (singapura) achou um absurdo que eu nao tinha feito meu relatorio no momento “correto” e sentiu pena e fez por mim. E pra completar ainda fez um trabalho mal feito e ruim.

Foi ai que nasceu um diabinho dentro de mim. Me irritei de tal maneira que ate supreendeu a mim mesma. Eu tava com a macaca e decidida a deletar tudo que ele digitou e fazer do meu jeito e bem feito. E foi exatamente o que fiz. E acabei meu relatorio antes das 5pm da maneira que tinha planejado. Novamente achei que tava tudo bem.

Na quarta-feira quando fui entregar o relatorio pro chefe (britanico), o colega (singapura) apareceu por tras de mim na velocidade da luz..e disse “EU QUE FIZ”. E eu expliquei pro chefe o que aconteceu. Conclusao: O chefe (britanico) fez eu colocar o nome do cara no relatorio, ja que ele gastou o tempo dele me “ajudando”.

Isso é sacanagem ou cultural?

Isso foi so 1 entre varios episodios da mesma natureza que aconteceram esta semana. Eu realmente tenho achado dificil lidar com culturas tao diferentes.

h1

Fim de Semana de AZAR!

22/02/2011

Uns 4 meses atras eu tava na internet com a cabeca vazia e entrando em sites de viagem. Quando me deparei com estadia em promocao em um parque nacional 1 hora ao sul de Brisbane fui logo comprando um pacote de fim de semana. Pensei “ahh, fim de semana romantico em promocao.. perfeito!”. Nao poderia ter sido pior.

Sabe quando vc ve na TV reportagem sobre algum idiota arrependido de ter comprado um carro no ebay e caido numa furada? Eu me senti assim! Paguei pelo fim de semana sem ver detalhes e acabei numa fria. Pra comecar, o hotel era um “Santuario de Passaros”. O Charlie foi soh sacudindo a cabeca de um lado pro outro em discordia quando viu o naipe do lugar.

A viagem aconteceu na primeira semana de janeiro, e foi justamente no fim de semana em que Brisbane e os seus arredores comecaram a alagar, no que acabou sendo a pior enchente na Australia desde 1974. Nao deu mais nada.. foi TAO dificil chegar no hotel. As estradas tavam assim:

O que era pra ser uma viagem de uma hora acabou demorando umas 3. Mas chegamos bem sem destruir o carro.

Quando chegamos no santuario de passaros percebi que obviamente tinham centenas de passaros. Mas tambem tinham centenas de velhos… A media da idade das pessoas la era com certeza mais de 60.

Fomos logo nos inscrevendo em todas as atividades possiveis que tinham no parque. E o unico restaurante do hotel tinha que ser reservado com antecedencia, senao soh poderiamos comer antes das 6 ou depois das 9.

Como foi “de ultima hora”, conseguimos uma mesa no restaurante as 6. Naquele dia eu so tava afim de jantar e dormir, depois de tanto tempo estressada no carro com medo das estradas alagadas.

Depois do jantar passamos um MAL, tanto mal, mas tanto mal com a comida que nao consigo colocar em palavras o tanto que meu estomago doia. Nada de TV no quarto e eu passei a noite quase toda em claro. O pouco sono que dormi foi interrompido pelos hospedes do quarto acima fazendo um barulho crec crec na madeira as 5 da manha. Descobrimos que eles acordaram as 5 pra alimentar os passarinhos……!

No segundo dia nos divertimos um pouquinho…

 

 

 

 

Olha eu ai no zipline que custou 40 dolares pra uma descida de 100 metros…

boring

 

 

Depois de um dia inteiro de caminhadas e atividades decidimos que era melhor voltar pra casa um dia antes. Afinal, o unico restaurante do parque era o do hotel, e ja tinhamos passado muito mal com a comida. Nao valia a pena correr o risco de novo.

Fui na recepcao do hotel fazer o checkout, e contei uma mentirinha!! Falei que eu teria que trabalhar no dia seguinte, por isso tava saindo mais cedo.

Moral: Pesquisa detalhada eh tudo na escolha de um fim de semana legal.

h1

Bridge Climb

20/02/2011

Só existem 3 pontes no hemisferio sul que oferecem um hiking organizado ao seu topo: Auckland Harbour Bridge (Nova Zelandia), Sydney Harbour Bridge (Sydney-Australia) e Story Bridge (Brisbane-Australia). Eu tenho orgulho de dizer que ja escalei as duas ultimas!

Se recomendo fazer a Bridge Climb? Acho que todo mundo deveria fazer a de Sydney antes de morrer. O visual é de tirar o folego.

Mas não é moleza! Vou acrescentar que vc precisa ter um preparo fisico relativamente bom pra subir a Sydney Harbour Bridge. A jornada total demora 5 horas: 2 horas de preparo e fotos e interação + 3 horas de subida e descida .

Logo ao chegar, todo mundo é obrigado a passar por um bafometro pra comprovar seu teor alcolico ZERO no sangue. Depois vc veste o macacão da caminhada e passa por alguns treinamentos basicos do equipamento que prende vc ao corrimão da ponte e tambem coisas simples como o que fazer em caso de emergencia, etc.

Subimos a Sydney Harbour Bridge no meio do verão durante o dia embaixo do sol de 35 graus. E se pudesse escolher teria feito em um dia menos quente. Mesmo assim a experiencia foi fantastica! Ja a Story Bridge em Brisbane nós subimos no meio do inverno, a noite e com chuva! Contraste total! E uma experiencia muito diferente em ver as luzes noturnas com medo de cair um raio! hehe

Pra quem tiver interessado em saber mais informaçes:

www.bridgeclimb.com (Sydney Harbour Bridge)

www.storybridgeaventureclimb.com.au (Story Bridge – Brisbane)

h1

Gente arrogante

18/02/2011

Em agosto do ano passado eu resolvi ir ao dentista com o intuito de tirar uma barra que tinha nos dentes de baixo. Como nao tenho um dentista fixo aqui, pedi pro Charlie ligar e marcar um horario pra mim em um consultorio dentario que fica do lado do escritorio dele. O Charlie foi la nesse consultorio explicou  que eu tinha uma barra e queria tirar…A secretaria disse ok, falou o valor, e marcou um horario pra 1 mes depois.

No dia da consulta eu sai do trabalho cedo e fui. Chegando la, a “dentista” era uma colombiana grossa e mal educada. Ai comecou o problema. Eu achei que tinha uma consulta com uma dentista de verdade. Essa mulher era uma “DENTAL HYGIENIST”, que eh uma pessoa sem formacao em odontologia, somente com curso tecnico pra fazer limpezas. Dental Hygienists sao otimos pra limpeza, principalmente porque cobram bem barato. O problema foi que nos enganaram na hora de marcar.

Percebi de cara que era furada. Ela foi logo perguntando antes de eu sentar na cadeira “qual a ultima vez que vc fez limpeza?”. Eu respondi e completei dizendo que estava la pra tirar a barra. Quando acabei de falar eu olhei pra cara da dentista e ela tava franzindo a testa e prestes a desmaiar.  Entao a colombiana disse com toda arrogancia “Nao vou fazer isso, porque vc nao tem autorizacao do seu ortodontista”. Ok idiota, Primeiro: essa barra foi colocada por um ortodontista no Brasil 10 anos atras. Segundo: A secretaria da clinica prometeu que vcs fariam esse tipo de servico, senao eu nao tinha nem marcado essa consulta aqui.

Eu fiquei um pouco estressada, ja tava matando trabalho e essa palhacada acontecendo. Eu me atrevi e disse pra ela chamar um dentista de verdade. A mulher comecou a GRITAR comigo. Chamou a secretaria e perguntou se ela tinha realmente prometido que minha barra ia ser tirada. A secretaria MENTIU com toda cara lavada. Disse que nao. Assim, simples. E nisso o Charlie tava na sala de espera (ele teria uma consulta logo depois) escutando e ficando puto da vida.

Nisso eu fui andando em direcao a sala de espera pronta pra sair daquele lugar. Foi ai que vi na cara do Charlie que ele tava pronto pra explodir e decidido a enfrentar a secretaria mentirosa. Nisso a colombiana veio atras de mim e disse “Voces nao sabem que na Australia eh ilegal que um outro profissional tire a barra que um outro ortodontista colocou? Voces nao sabem como funciona na Australia? Australia, Australia”… [Perai, quem eh uma colombiana invocada pra vir me dar licao sobre como funcionam as coisas em um pais que nao eh nem o dela?].

Foi nessa que o Charlie tomou controle e comecou a falar. Quando ele chamou a secretaria de mentirosa a dentista perguntou “COMO VCS VAO PAGAR? DEBITO OU CREDITO?”………..Hellooooo? Ela queria que eu pagasse pelos 10 minutos de desrespeito e pessimo atendimento ao consumidor que nos passamos? Queria que pagassemos 200 dolares!? Muito muito atrevimento.

Viramos as costas e fomos embora sem pagar.

Agora, alguns meses depois, liguei pra um consultorio de dentistas de verdade e expliquei que queria tirar a barra. Marquei horario, fui, tiraram minha barra. Todos os dentistas la eram educados e profissionais. Entrei, sentei e fizeram o prometido.

(isso foi antes de pintar meu cabelo escuro)

Que alivio!

h1

Alguem explica…

18/02/2011

Como a Katy Perry pode ser a garota propaganda da Proactiv, aquela marca de cosmeticos que promete ser a mais eficiente do mundo pra eliminar Acne

 

se a pele dela ultimamente tem se mostrado em estado de calamidade?

 

Katy, essa ai nem a MAC Studio Fix consegue esconder!

h1

Coffee Culture

14/02/2011

Comecei a sentir gente grande quando passei a beber café todos os dias. E não foi uma questão de escolha. O processo aconteceu naturalmente. Acho que trabalhar em escritorio e não beber café são coisas incompativeis.

Faz parte da cultura australiana tomar café varias vezes ao dia. Mesmo no calor de 35 graus ninguem dispensa tomar um “balde” de café com os colegas do esritorio.

Eu tenho varios cartaozinhos de cafeterias na minha carteira ..Geralmente pra cada 5 ou 10 cafés que vc toma, um sai de graça.

Mas o apice do meu vicio ao café aconteceu mais ou menos em dezembro, quando meus pais deram de presente de aniversario pro Charlie uma super maquina Nespresso da Nestle. É  um maximo!!!! Ate quem não bebe café se impressiona com essa maquininha.

O mais legal são as capsulas de café de cores diferentes.

Os sabores diferentes de café vem em capsulas de cores diferentes. É MUITO MUITO legal!

Estou apaixonada pela minha maquina Nespresso! E as visitas adoram!!! Bebo café o tempo todo em casa.

Ja falei que é um maximo??

E o melhor é fazer o leite espumado. Fica super profissional assim: