Archive for April, 2011

h1

Aniversario de Casamento

30/04/2011

No mesmo dia do casamento real, nos completamos 2 anos de casados. 29 de abril é um dia mesmo especial!

h1

Hamilton Island – Dia 1

29/04/2011

Eu adoro meu computador Apple, mas as vezes me irrita a impraticidade de nao ter um slot pra colocar o cartao de memoria e passar minhas fotos. Outras coisas como a falta de um CD drive nao fazem falta, mas as fotos viraram um problema. Eu poderia muito bem comprar um daqueles pen drives que carregam cartao de memoria, mas pra falar a verdade ate agora nao tinha pensado nisso.

Bom, ainda bem que as vezes consigo chegar em casa cedo e usar o computador do Charlie sem ele saber.. Nao eh segredo mas eh que ele pressentiu que eu nao ia fazer TUDO no Apple..e eu disse que nunca mais iria precisar de um PC.. Anyways, nao dei o braco a torcer ate hoje, mas finalmente reconheco a necessidade de ter um PC ao alcance de vez enquando.

Essas sao as fotos do primeiro dia em Hamilton Island. Chegamos la mais ou menos 2 da tarde, e o tempo estava ruim. Relaxamos no hotel e nao fizemos nada de especial alem de caminhar pela ilha. Antes do por do sol subimos pro ponto mais alto da ilha, onde fica um mini-bar improvisado e varias mesinhas.. A vista eh estrategica pra ver o sol se por, e eu pedi um coquetel azul chamado “Fruit Tingle”.. HORRIVEL com gosto de fanta uva meets Cordial (um xarope australiano nojento) – eca mil vezes.

Entao nada de especial nesse dia.. fiquei impressionada com o quanto os passaros sao amigaveis. Eles vem bem perto pra pedir atencao – e comida, claro.

e minha cara tava branca assim por causa do filtro solar, e nao porque eu tava com uma base mais clara que minha pele!

h1

Queenslanders

27/04/2011

O estilo tradicional de moradia da classe média australiana é, no geral, muito simples. Até a decada de 90 era comum que casas novas  fossem construidas com um unico banheiro, e com no maximo 1 garagem. Hoje em dia é dificil achar uma casa nos arredores da cidade, isso é, em bairros tradicionais, que tenha mais de 1 banheiro…ou mais de 1 garagem. É por isso que os banheiros aqui são divididos em dois comodos diferentes: um com o choveiro/banheira; outro com o vaso sanitario..e a pia fica do lado de fora. O motivo? Pra familia inteira poder usar o banheiro ao mesmo tempo.

Uma coisa que me impressiona é que tradicionalmente os australianos não esbanjam suas casas. As residencias são pequenininhas (Nada daquelas casas norte-americanas sumptuosas com pose de castelo), e em alguns estados (South Australia principalmente) casas tradicionais de 2 andares são uma exceção.

Logo que isso vem mudando muito ao longo dos anos. As casas dos suburbios mais afastados do centro, recentemente construidas, começaram a incorporar o padrão Americano de garagem grande na frente da casa, arquitetura moderna e espaços interiores enormes.  

Isso tudo varia de estado pra estado, mas em Queensland as casas tradicionais (chamadas Queenslanders) são assim:

 

(Reparem na simplicidade dessa casa acima!) Isso pertence a familias muito tradicionais em um dos melhores bairros!

Da pra reparar que tirei algumas dessas casas do Google Street View heheh

E sempre tem as mal cuidadas com cara de casa mal assombrada:

h1

Kiehl’s

26/04/2011

Voltando a rotina normal de posts agora que estou de volta. Ainda devo demorar mais uns 2 ou 3 posts pra colocar fotos da viagem, ja que tenho que organizar e reduzir o tamanho das fotos.

Enquanto eu estava no calor intenso de Hamilton Island (30 graus no fim de abril é bem calor), minha irma estava no friiio em Montreal. Eu tenho um pouco de preguiça e birra do Canada, mas Montreal é uma cidade legal de passear. Sinto saudade de alugar bicicleta em Montreal e subir no Parc du Mont Royal…e da possibilidade de compras :)

Ja contei por aqui que nao tive boas experiencias com a marca Kiehl’s, mas minha irma passou pela loja em Montreal e comprou a mascara capilar pra restaurar cabelos quimicamente tratados. Depois posto uma resenha sobre o produto.

h1

Viagem: Grande Barreira de Corais

20/04/2011

UPDATE

Direto do aeroporto..chegamos super cedo, o que foi falta de calcular o tempo direito. Agora existe um tunel em Brisbane (chamado Clem7) que liga a parte sul ao norte da cidade cruzando o rio por baixo da terra. Isso significa que da nossa casa ao aeroporto demora somente uns 25 minutos de taxi. Agora estou tomando cha de aeroporto. Pelo menos tem wireless de graça!

Enquanto isso escuto freneticamente a musica “California King Bed” da Rihanna, que tava grudada na minha cabeça a semana toda.

Talvez eu fique alguns dias sem postar. Isso porque amanhã cedo estou decolando pra Hamilton Island. Hamilton Island fica em Whitsundays, que por sua vez fica na Grande Barreira de Corais (Great Barrier Reef) no noroeste da Australia.  A Grande Barreira de Corais é uma das 7 maravilhas naturais do mundo, e desde que cheguei aqui comecei a sonhar em conhecer esse lugar que parece tão fantastico.

Faz mais de 1 ano que não tiro férias de verdade. Ano passado fui a Canberra e Adelaide, mas ambas as viagens foram pra resolver problemas pessoais ou pra ver familiares. Faço varias viagens pequenas de fins de semana, mas desde dezembro de 2009 que não tenho um dia de folga planejado. Acho essa expectativa pre-viagem muito legal, quando vc le e pesquisa sobre o lugar pra onde vai. E não estou me aguentando de tanta ansiedade!!!

Até logo

h1

Colirio pros cilios crescerem – Parte 2

20/04/2011

Continuando o post sobre o Latisse, colirio que faz os cilios crescerem 106% (em tamanho, espessura e com direito a escurecimento dos mesmos!), a Luiza conseguiu comprar em uma drogaria em Belo Horizonte sem receita. Ela vai começar a usar e me contar TUDO sobre os resultados!

h1

Onde foi que os americanos erraram?

19/04/2011

Uma coisa que eu não e nao gosto e não tolero é anti-americanismo. Esse discurso de “fingir” ou de fato nao gostar da cultura Americana é irritante. Se vc tem qualquer opiniao forte sobre qualquer nacionalidade ou cultura, guarde pra voce ou só conte para os intimos. Até porque ninguem fica por ai falando mal da cultura indiana ou russa, porque é errado.

No Canada eu entendia porque os canadenses falavam mal de Americano toda hora. O pais é tão americanizado e tão dependente dos EUA que as pessoas ficam buscando uma identidade propria. Mas ao mesmo tempo é a velha “dor-de-cotovelo”, ja que os canadenses cruzam a fronteira constantemente pra comprar, ver, comer, apostar nos casinos, e VARIOS, principalmente os mais ricos, imigram pros EUA em busca de um lugar menos frio e com taxas de imposto mais amigaveis. Quantos canadenses aposentam e vao morar na Florida? INUMEROS. Ja na hora de dar doces pras criancinhas no Halloween, muitos apagam as luzes, torcem o nariz e falam que não vão participar porque as “crianças tem que aprender que Halloween é coisa de Americano”. Mal percebem que tantas coisas boas que existem no Canada são mera copia do modelo de certas instituiçoes americanas.

 Os Estados Unidos são nada mais do que um exemplo de pais que deu certo. Tem diversos pontos negativos, assim como todos outros paises – e obviamente ja deu vexame em algumas decisoes relacionadas a politica internacional – o que não é suficiente pra “condenar” um povo ou cultura no geral. Eu ja conheci MUITO Americano gente boa, culto e super consciente do lado bom e ruim da nação deles – contrariando aquele estereotipo de Americano burro (como se nao existissem burros no mundo inteiro!)

Porque eu to falando tudo isso?

Eu sempre vou ao Starbucks. E agora que trabalho longe de um, continuo usando minha caneca do Starbucks. Dai ontem começou aqui no trabalho uma discussao/piadinha sobre o fato de que eu estou promovendo um negocio tao americanizado. Eu nao bebo Starbucks porque é Americano. Eu bebo porque gosto, e beberia se fosse indiano, brasileiro, sueco ou sul-africano. Nao interessa de onde veio.

Parece que falar mal de Americano virou modinha aqui na Australia tambem. Comecei a filosofar sobre isso e resultou nesse texto.