h1

Imigrar – Assunto longo e sem fim

26/09/2011

Todo dia pelo menos 20 pessoas acham meu blog procurando “como imigrar pra Australia (?)”. Eu nao tenho resposta pra essa pergunta, e nem é o foco desse blog, apesar de eu gostar de discutir imigracao e gostar de responder perguntas que sempre aparecem por aqui, principalmente nuns posts mais antigos sobra trabalho na australia. A palavra “imigrar” me faz disparar a pensar e falar como uma matraca. Sou dogmatica no meu ponto de vista sobre imigracao, mas no fim das contas sei que cada caso é um caso, e nao existe uma unica resposta pra nada relativo a imigrar a um outro pais.

Imigrar pode ser super facil ou super dificil, ja vi os dois lados da moeda. Existem tantos tipos de vistos diferentes, caminhos diferentes, objetivos de vida pessoais, visoes, formacoes academicas, nivel do ingles… E por ai vai. E mesmo pessoas similares, com formacoes parecidas podem ter destinos totalmente diferentes, ja que alem de tudo existe o incontrolavel: a sorte e o azar.

No meu caso, sobre a Australia, faz so 2 anos (quase) que moro aqui e nunca – nenhum dia sequer – pensei “sou uma imigrante”. Cheguei, ja tinha vindo passar ferias prolongadas aqui 2 vezes, ja sabia muito sobre a cultura, ja tinha amigos australianos e meu marido australiano, ja falava a lingua, ja tinha contatos, ja tinha visto e tudo certo, etc. Alem disso eu sou bem otimista e soh vejo o lado bom da coisa. Tive muita sorte e tive um pouquinho de azar, casualidades da vida igual talvez teria no Brasil ou Korea ou Russia ou qualquer lugar do mundo. Vivo aqui sem pensar que sou imigrante (nao é que penso que sou australiana, mas nao me acho diferente de ninguem), mesmo que eu more aqui mais 1 ano ou ate morrer. Acho que no meu caso é uma mistura de pensamento positivo e muita sorte pessoal. A minha vida e destino me trouxeram pra Australia, e nao fui eu que um dia decidi “vou imigrar pra australia ponto final”.

Nao estou na Australia em busca de uma vida melhor ou nada disso. Mas nao deixo de apreciar cada dia a serenidade e a seguranca que tenho quando vou fazer caminhada as 11 da noite sozinha no parque  sem medo.  Se eu tivesse na Africa do Sul, por exemplo, nao teria seguranca, mas acho que estaria no mesmo estado de espirito e apreciando coisas diferentes. Nao suporto dois tipos de imigrantes: aqueles que ficam comparando tudo com o pais de origem falando que o Brasil – exemplo – é melhor (porque imigrou entao?); e aqueles que ficam metendo o pau no Brasil – exemplo de novo – falando que a Australia é um paraiso (Hello..esqueceu onde vc nasceu?) e o Brasil é ruim. Eu sou a primeira a apontar problemas no Brasil (e como!), mas nunca falei mau do brasil pra nenhum australiano.. e morando fora do Brasil descobri que o Brasil é um pais melhor do que eu acreditava que era quando morava la.

Engracado isso, porque muita gente se ilude achando que imigrar resolveria seus problemas.. E depois de morar em 3 paises eu conclui que existe problema no mundo todo, existe gente cafajeste de toda nacionalidade… esse “jeitinho” brasileiro existe no mundo inteiro. Vou dividir uma historia engracada pra provar. Quando eu trabalhava no Canada tinha um chefe (canadense) com um comportamento 100% “jeitinho brasileiro”. O coitado mal sabia onde fica o brasil, mas nasceu com o jeitinho. No escritorio tinha uma dessas maquinas de destruir papel (paper shredder) super antiga. Alem de antiga a maquina era usada todo santo dia sem parar, ja que a gente estava no processo de colocar varios documentos no sistema que antes ficavam nas prateleiras. Eu chegava a scanear 500 documentos por dia, e tinha que destruir todos.

Ate que um belo dia a maquina estragou. Eu ja ia pedir pra comprar outra no cartao da empresa, mas meu chefe mandou eu esperar porque ele tinha uma solucao melhor pra “consertar” a maquina.

No dia seguinte ele aparece com uma paper shredder novinha em folha na sacola do Wal Mart. Na frente de todo mundo ele tirou a paper shredder nova da caixa, pegou a paper shredder velha e colocou na caixa da nova… Fechou a caixa com muito cuidado com a maquina velha (E ESTRAGADA) la dentro, colocou durex em tudo e colou perfeitamente..  Foi pro seu carro, dirigiu ate o Wal Mart, devolveu a caixa (COM A MAQUINA VELHA DENTRO) e pegou o dinheiro de volta do Wal Mart dizendo que nao queria mais a maquina. Obviamente o Wal Mart nao ia abrir a caixa perfeitamente fechada pra conferir o que tinha dentro. O peso era o mesmo de qualquer maneira. Ele pegou o dinheiro de volta e deu o CALOTE no Wal Mart.

Se vc leu ate o fim nao espere uma conclusao sobre imigrar. Eu nao tenho conclusao ou respostas. Acho que imigrar é bom, do mesmo modo que viajar é bom e expande horizontes.. Mas nao acho que o debate pais bom versus pais ruim existe, povo educado versus nao educado.. Isso tudo é muito subjetivo..O Brasil nao é perfeito mas nao é ruim.

Brasileiro vive falando que “o brasil nao vai pra frente por causa da quantidade de feriados”. Pura mentira. Brasileiro trabalha mais que australiano disparaaado. Brasileiro faz hora extra e as vezes nao é pago por isso. Sera que 5 ou 6 feriados a mais fazem diferenca no fim das contas? O fato é que “a grama do vizinho é sempre mais verde”, e muita gente que pensa em imigrar pensa que a grama na Australia é mais verde que no Brasil. Em varios quesitos sim, mas tem muita grama boa no brasil tambem..e muita grama ruim por aqui.

Bom, esse post nao tem conclusao. Foi uma serie de filosofias baratas sobre um assunto que nao existe fim: IMIGRAR. E nao existe certo nem errado, nem receita pra isso. Uma hora eu continuo esse post.

Advertisements

2 comments

  1. eu sempre venho aqui e pergunto como foi chegou até aí, mas não me referia a imigração não .. me referia a troca de experiências de vida mesmo, pois mudei somente de estado no brasil e sinto muita falta da minha cidade natal etc etc …
    bjããão


  2. Esse foi um dos posts que mais gostei… pela sinceridade e amor que senti… Abraços a minha amiga estrangeira e brasileira ao mesmo tempo.



Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: